18 março, 2007

(...)
Mas em Amsterdão nem sequer existia a rua que o meu amigo tinha indicado e claro, nunca houve em qualquer parte da terra um homem chamado Max Hughes que conseguisse embarcar gente para Singapura. Às vezes chego a pensar que não existe nenhuma cidade com tal nome. mas não é nem nunca foi essencial. A comoção e a esperança, sim, essas existem, e são o tema dos nossos dons, a nossa tarefa. E é nelas próprias que o milagre do mundo pode ser concebido.

Herberto Helder, "Os Passos em Volta"

Um comentário:

Never_Been_There disse...

Imaginemos esta sua casa como um jardim, onde algumas plantas e flores reconheço, e onde outras tantas vou descobrindo. E reconheço que mais fácil me perco pelos olhos, nas imagens, pois quanto aos textos, com alegria os nomeio - na albarda os vou levando - enquanto do caminho, caminhando. Tudo isto para dizer, que é um prazer passar por cá. Boa Noite para si, até à vista. Retiro-me assobiando...