30 junho, 2014

Raoul Hausmann, 1930

Um comentário:

Frederico George disse...

QUE LINDO!!!