03 janeiro, 2015

para a construção do poema 19


Um comentário:

Frederico George disse...

Que objecto lindo!