29 julho, 2015

mão de poeta

R. Gargiolli, Mano di Poeta

Um comentário:

Frederico George disse...

Extraordinário!